A revolução de amanhã está hoje no Twitter?

Enquanto escrevo essas linhas do nosso escritório, no Rio de Janeiro, a população da Líbia esta lutando pelos seus direitos e pela liberdade, oprimida por um estado autocrático que reina há mais de quatro décadas no país.

O nome do ditador Muammar al-Gaddafi esteve por um bom tempo nos Trending Topics do twitter e grupos de discussão foram criados no Facebook e ainda recebem novos membros de forma constante, como um ‘replay’ do que aconteceu no Egito entre os dias 15 de janeiro, dia oficial do começo da revolução até o seu final, dia 11 de fevereiro, quando o Vice Presidente anunciou que Hosni Mubarak havia deixado o poder.

Podemos, dessa forma, considerar o que aconteceu no Irã, Tunísia e Egito e o que acontece atualmente em outros países da região, uma revolução originada pelas mídias sociais?

Não podemos negar que essas ferramentas desempenharam um papel importante na organização e publicidade dos movimentos políticos no Oriente Médio e norte da África, mas o fato é que a principal manifestação no Egito aconteceu no dia posterior ao corte total de internet realizado pelo governo. O gráfico abaixo indica o exato momento que o acesso a internet foi fechado no país.

Gráfico indicando corte total da internet no Egito

Mas também é possível imaginar que ao bloquear o Facebook e Twitter, o governo fez com que milhares de egípcios fossem as ruas buscar outras fontes de informação, já que o pico dessa onda de protestos se deu exatamente no dia posterior ao bloqueio.

Alguns especialistas argumentam que justificar a realização desses protestos por conta da existência das mídias sociais, de certa forma diminui a importância de movimentos anteriores que não dispunham dessas ferramentas e foram igualmente bem sucedidos, como o movimento dos direitos civis nos Estados Unidos, em 1964.

Acredito que é uma visão equivocada de uma das reais funções do Twitter e Facebook, que é ampliar a voz das pessoas. Dessa forma, se tornou mais fácil unir e mobilizar um número maior de indivíduos em menor tempo. Mesmo assim, se não existirem grupos dispostos a lutar, protestar e a morrer pelos seus ideais, não adianta para nada essa movimentação digital e mais de 1 milhão de seguidores no twitter.

A mídia, por diversas razões que não cabem nesse post, nem sempre consegue transmitir com exatidão a amplitude ou relevância desses movimentos. Fatos que a história nos mostra que levamos meses, senão anos para entender suas verdadeiras dimensões e desdobramentos. Talvez as mídias sociais possibilitem acelerar esse processo, facilitando que indivíduos com os mesmos interesses se juntem ao perseguir um único objetivo.

Malcom Gladwell, reporter da revista New Yorker, ressaltou em um artigo com data de outubro que as mídias sociais não são capazes de causar mudanças sociais. Obviamente o que tem acontecido no norte da África e no Oriente Médio são provas de que ainda não temos todas as respostas e que ainda estamos descobrindo o poder dessas ferramentas, tanto para o bem quanto para o mal.

Entendo que esses movimentos são um exemplo excelente de como as mídias sociais podem ser efetivamente utilizadas para disseminar informações pela rede e mobilizar grupos, tornando-se catalisadoras de algo muito maior do que qualquer ferramenta digital.

Advertisements

About sabrinacomunihka

Sabrina Orlov – Especialista em Comunicação Corporativa, anda se jogando com paixão nas mídias sociais e desbrava novos mundos como hobby. É jornalista e trabalha como gerente de contas na Hill & Knowlton desde 2008. Acredita nas boas intenções, nas ecobags, faz coleção de cartões postais, passa o dia ouvindo Frank Sinatra e já descobriu que a comunicação é a alma do negócio.
This entry was posted in H&K. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s